TiVi na LiLi – O Melhor site de comunicação empresarial
Image default
Colunas tivinaLiLi com LiLi Bezerra Marketing de Influência Valor a Quem Plantou

Sonha em Ter um Esportivo? Confira as versões que menos depreciam até R$ 200 mil. Veja Aqui 💋tivinaLiLi com LiLi Bezerra

SONHA EM TER UM ESPORTIVO? CONFIRA AS VERSÕES QUE MENOS DEPRECIAM ATÉ R$ 200 MIL. VEJA AQUI 💋TIVINALILI COM LILI BEZERRA

IMG_7222.jpeg

IMG_7223.jpeg

A KBB Brasil montou um ranking das versões e modelos de veículos esportivos que menos apresentam taxas de depreciação após um ano de uso

São Paulo, 19 de fevereiro de 2019 – Conforto, potência, velocidade, estilo. Os carros esportivos se destacam pelo ótimo desempenho e pela aparência. Pena que, no Brasil, eles também são considerados modelos de uso severo, sujeitos a modificações que extinguem a garantia e a estilos de direção mais propensos a acidentes. Com isso, a procura e a oferta por esportivo em nosso mercado não é das mais fartas, mas ainda temos algumas opções, especialmente no segmento “de entrada”.

Pensando em ajudar o consumidor que sonha em ter um esportivo com até R$ 200 mil, a KBB Brasil levantou os veículos desta categoria que menos depreciaram em 2018. Consagrado ao primeiro lugar, o Volkswagen Golf GTI 350 TSI, derivado do tradicional Golf, perde apenas 2,8% de valor em um ano. O modelo também foi o 3º menos depreciado do mercado automotivo em 2018.

Já o desportivo Mini Cooper JWC 2.0 turbo revelou um índice de 6,9% em seu primeiro ano de uso, colocando-o em segundo lugar na lista. O veículo é seguido pelo Renault Sandero R.S. 2.0 que, além de ter o menor valor de 0KM, conquista o posto de terceiro esportivo com 8,5% de queda no valor.

Mesmo com o início de sua precificação em março de 2018, o Honda Civic Coupe Si 1.5 apresenta taxa de 9,0% de depreciação. E o último lugar do ranking pertence ao Peugeot 208 GT THP 1.6, que se destaca com a maior depreciação, atingindo uma taxa de 13,3%.

Para entender melhor a comparação de depreciação entre os cinco modelos esportivos até R$ 200 mil, veja como fica a tabela de preços do menos ao mais desvalorizado: